Quando pensamos na quantidade de água que compõe o nosso cérebro, é impossível negar a relação entre hidratação e concentração.

Definitivamente, você já ouviu falar bastante sobre a importância da água para o nosso organismo. E não é à toa. Beber água de qualidade é fundamental para o bom funcionamento do nosso organismo, bem como para prevenir doenças.

Mas, você sabia que ela também pode ajudar a melhorar seu foco? Afinal, nosso cérebro tem cerca de 90% de água em sua composição. Só com este dado, já consegue imaginar porque a relação entre hidratação e concentração é importante?

Então, fique com a gente para descobrir este e mais outros benefícios da água para o cérebro!

Beber água pode impactar suas atividades intelectuais

Beber água ajuda a melhorar a concentração

Segundo uma pesquisa da Universidade do Leste de Londres, a hidratação pode acelerar suas reações cerebrais. Os cientistas descobriram que pessoas que tomam 500 ml de água antes das tarefas intelectuais têm reações 14% mais rápidas.

Os indivíduos que estavam com sede tiveram respostas ainda mais rápidas. Isso provavelmente ocorre porque a sede tira a atenção das tarefas. Logo, hidratação e concentração estão intimamente ligadas.

Existem teorias ainda mais complexas sobre os efeitos da desidratação no cérebro. Alguns cientistas acreditam que podem ocorrer desequilíbrios hormonais que também afetam a atividade cerebral.

Como funciona a reação entre hidratação e concentração?

Afinal, como a água age no cérebro para melhorar o seu potencial? Já sabemos que quando o corpo sente falta de água, um dos primeiros sintomas é a dificuldade de concentração. Assim, já fica estabelecida uma relação de dependência entre hidratação e concentração.

Além disso, a água é uma excelente condutora de eletricidade. O cérebro precisa do líquido para conduzir a informação de um neurônio a outro. Assim também, recebe 20% de todo o sangue que circula no corpo. Os neurotransmissores são totalmente dependentes da água. Logo, quanto mais líquido você ingerir, mais rápidas e fáceis serão suas sinapses.

Quando deixamos a sede chegar, a hidratação e concentração são afetadas de forma negativa igualmente. Da mesma forma que melhora a concentração, beber água pode ajudar em outros aspectos. Com reações mais rápidas, você memoriza mais, assimila melhor, compreende mais as atividades e melhora o ânimo.

Da mesma forma, quando hidratadas, as células cerebrais recebem sangue oxigenado e o cérebro permanece alerta. De acordo com pesquisadores, o consumo de água também está associado à diminuição dos níveis de ansiedade e estresse. Estes dois fatores têm impacto direto na capacidade cognitiva das pessoas.

Quanta água é preciso beber para manter a hidratação e concentração em dia?

À primeira vista, quando sentimos sede, este parece ser um sinal de que é hora de beber água. Na verdade, a sede é o primeiro sintoma leve da desidratação. Com apenas 5%  a menos de água, a boca começa a ficar seca e a sensação de sede aparece.

Não devemos esperar ter sede para beber água. É importante fazer isso ao longo do dia, com intervalos de 1 em 1 hora, por exemplo. Assim, é possível manter hidratação e concentração em bons níveis.

Você já deve ter escutado que a média diária de ingestão de água recomendada para adultos é de 2 litros. Por outro lado, cada pessoa precisa de uma quantidade diferente.

Este cálculo deve ser de acordo com a seguinte fórmula matemática: peso x 35 ml. Por exemplo: 60 kg x 35 ml: 2,1 litros de água por dia. Quer saber a sua? Descubra aqui a quantidade ideal para você.

Para não esquecer de beber água na correria existem algumas dicas que funcionam bem. Os aplicativos podem ser ótimos aliados nesta tarefa. Da mesma forma, manter um copo e uma jarra com água purificada no seu ambiente de trabalho ou estudo ajudam muito.

E você, já sentiu alguma vez os impactos da relação entre hidratação e concentração? Agora, você tem ainda mais um motivo para lembrar de beber água e produzir na sua melhor versão todos os dias!